reclamações.png
ICONE_CINEMA_EGIPCIO.png
MENU_cinema egipcio.png

Ministério do Turismo apresenta

Banco do Brasil apresenta e patrocina

#CCBBemCasa

 100% on-line 

29 de Julho a 30 de Agosto de 2020

O Ministério do Turismo e o Banco do Brasil apresentam a “2ª Mostra de Cinema Egípcio Contemporâneo”, edição que reúne a pluralidade da produção egípcia e possibilita o contato com o mundo árabe pelos olhos de importantes cineastas egípcios.

 

Esta é a primeira mostra cinematográfica 100% on-line do CCBB, que exibe 24 títulos por meio de plataforma digital, entre médias e longas-metragens, de 21 diferentes diretores. Valendo-se dos gêneros de ficção, suspense, fantasia, comédia e documentários, as produções trazem temas diversos como liberdade, direitos e religião, principalmente no contexto “pós-2011”. Além dos filmes, a programação conta também com debate, workshops e performance musical, integralmente gratuitos em ambiente virtual.

 

Ao patrocinar a “2ª Mostra de Cinema Egípcio Contemporâneo”, o Banco do Brasil busca oferecer um panorama abrangente desta produção audiovisual egípcia, além de estimular um intercâmbio cultural que pode divertir, informar e incentivar a reflexão.

 

Nesse momento de conscientização, cuidado e superação, os eventos nas áreas de exposição, música, cinema, artes cênicas, arte-educação e ideias alcançam públicos de todas as regiões do Brasil e do mundo, amplificando a atuação do Banco do Brasil em arte e cultura por meio dos projetos realizados pelos Centros Culturais Banco do Brasil de Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

 

#CCBBemCasa

No final de 2019 o Egito encerrou uma década em que testemunhou um estado de turbulência popular, muitas crises, mas também muitas vitórias, e o cinema certamente não esteve isolado de tudo isso.

 

Foi desse período que selecionei as melhores produções cinematográficas egípcias, a maioria apresentada pela nova geração de jovens cineastas, que apostaram em narrativas, técnicas e estilos novos.

 

O novo cinema egípcio reúne qualidade em produção, histórias instigadoras e comoventes, sem, contudo, perder a sua essência. Os egípcios são muito criativos e, sobretudo, patriotas, certamente porque “Khalik faker, Masr gamila” [lembre-se, o Egito é bonito], como disse o grande poeta Salah Jaheen.

 

Cinema é um vetor de sensações e sentimentos, e os filmes desta 2ª Mostra certamente irão levar seus espectadores a conhecer melhor a essência do povo egípcio, as ruas do grande Cairo, o encanto de Alexandria, os cômodos e cômodas de uma popular casa egípcia, pequenas vilas, pescadores, empresários, músicos, camponeses e, claro, Ramsés.

 

Amro Saad

Curador